Arquivos para fevereiro 2009

iPhone 3G

iPhone 3G

Este artigo foi inspirado por uma breve “discussão” amigável no Twitter, apesar de admitir que é realmente estranho eu nunca ter relatado minhas opiniões sobre o iPhone anteriormente (principalmente considerando o fato de que sou um Apple Fanboy assumido).

Depois de 2 anos após o anúncio da primeira versão do iPhone pela Apple na MacWorld 2007, não há como negar que o aparelho tornou-se importante influência no universo da telefonia móvel mesmo não apresentando nada tecnicamente inovador, excetuando-se talvez a tela multitoque. Mesmo assim, tornou-se um dos aparelhos mais desejados em todo o mundo e um importante contribuinte para a difusão do acesso móvel à Internet.

Mas o que é o iPhone? Alguns o consideram um smartphone, outros, um “feature phone”. Há quem diga que é apenas um media phone ou um iPod capaz de fazer ligações. E o que diz a Apple? Bom, para a Apple é apenas o iPhone, nem mais nem menos… O que levanta essa discussão são as grandes contradições apresentadas pelo aparelho. Se por um lado ele traz fantásticos recursos multimídia, por outro ele peca com a ausência de recursos básicos, disponíveis na maior parte dos seus concorrentes.

Continue lendo…

Nuvens

Já passa da hora de atualizar este blog e hoje baixou a vontade de escrever sobre a grande e onipresente nuvem computacional que anda nos rodeando há algum tempo.

Há muitos anos ouvimos falar em projetos mirabolantes de transpor nossos dados digitais para a web, acabando com a necessidade de computadores poderosos rodando software proprietário. Só precisaríamos de terminais conectados à grande rede para ter acesso a programas sempre atualizados e à nossa sempre crescente coleção de dados variados.

Em uma época quando a banda larga era apenas um sonho, essa conversa soava mais como um conto de ficção. Até a virada do milênio, praticamente ninguém considerava seriamente a possibilidade de largar suas informações nas correntezas da Internet. Entretanto, como sempre acontece, as coisas mudaram radicalmente e, hoje, muita gente já vive nas nuvens e nem percebe… Continue lendo…