Symbian: líder absoluto (Parte 2/3)

2009/05/07 — Deixe um comentário

No artigo anterior sobre o Symbian, vimos seu surgimento como sistema operacional usado em PDAs e sua evolução até se tornar o sistema mais usado em smartphones. Este segundo artigo (de uma série de três), está focado no desenvolvimento da interface UIQ, uma das mais apreciadas pelos usuários do sistema.

Ao contrário do que normalmente ocorre com os outros sistemas usados em smartphones, o Symbian não possui uma interface gráfica padrão. A unidade, mantida durante a fase “EPOC” (ver a primeira parte desta série) logo foi quebrada quando o sistema passou a ser usado em equipamentos com formatos variados. Em um primeiro momento, ele ganhou três referências para o desenho de interfaces, uma voltada para smartphones com formato similar a celulares convencionais (Pearl), outra para PDAs e smartphones em forma de tablet (Quartz) e uma terceira para equipamentos com teclado QWERTY (Crystal).

Cada uma dessas referências deu origem a uma plataforma diferente. No final da década de 1990, a Ericsson estava trabalhando em seu primeiro celular baseado em Symbian, o R380 (apresentado em 2000). Desenvolvido no Mobile Application Lab (subsidiária da Ericsson Mobile Communications), foi o primeiro aparelho baseado na referência Quartz.

Nesta época, a Symbian começava a perceber que o desenvolvimento das três interfaces seria mais caro e trabalhoso do que originalmente esperado. Assim, ela assume uma nova postura, tornando-se responsável pelo desenvolvimento do núcleo do sistema, enquanto as empresas licenciadas assumiriam os projetos de interface.

No dia 1º de abril de 1999, o Mobile Applications Lab da Ericsson torna-se parte da Symbian Ltd., originando uma nova empresa chamada Symbian AB. Seu foco estava na plataforma Quartz, então na versão 6.0, que em pouco tempo passaria a ser conhecida como UIQ (User Interface Quartz). No início do ano 2000, o Quartz foi anunciado oficialmente e, em setembro, a versão 6.0 foi liberada ao público.

uiqlogoO nome Quartz foi usado até 2002, quando a Symbian AB mudou seu nome para UIQ Technology AB. Como consequência, o Quartz também foi renomeado para UIQ e, assim, o Quartz 6.0 e 6.1 ficaram conhecidos como UIQ 1.0 e 1.1, respectivamente. Baseado no Symbian 6.0, a UIQ 1.0 era uma nova interface para os smartphones, trazendo um grande integração entre os aplicativos e as funções de telefonia. Com a versão 1.1 (baseado no Symbian 6.1), a UIQ tornou-se compatível com novo hardware, trazendo suporte a tecnologias como GPRS e Bluetooth.

odin

Psion Odin

Apesar de todo o avanço na plataforma desde o R380, durante um bom tempo nenhum outro celular baseado em Quartz foi lançado. Alguns protótipos foram apresentados (incluindo um modelo da Psion, o Odin), mas nunca chegaram ao mercado. Esse cenário começa a mudar em março de 2000, quando uma fábrica de chips da Philips no Novo México, única fornecedora da Ericsson, incendiou-se. Sem capacidade para enfrentar a falta de chips para seus produtos, a Ericsson, então a terceira maior fabricante de celulares do mundo, começou a perder mercado rapidamente. No início de 2001, para reverter essa situação, a empresa entrou em negociações com a Sony e, alguns meses mais tarde, nascia a Sony Ericsson.

Quando o R380 foi lançado, a marca UIQ ainda não existia. Assim, apesar de ter sido o primeiro celular rodando Quartz, ele não é considerado o primeiro com UIQ. O título pertence ao P800, o primeiro smartphone lançado pela Sony Ericsson em 2002.

Sony Ericsson P800

Sony Ericsson P800

O P800 era um aparelho muito poderoso para sua época. Baseado na versão 7 do Symbian e com interface UIQ 2.0, ele possuia uma tela sensível ao toque de 208 por 320 pixels com suporte a 4096 cores, câmera fotográfica VGA, entrada para cartões Memory Stick e um processador de 32 bits rodando a 156 MHz.

Em 2003, a UIQ 2.1 é lançada, junto com aparelhos como o Sony Ericsson P900, o Sony Ericsson P910, o Motorola A1000 e o Motorola M1000.

Sony Ericsson P1 (UIQ 3.0)

Sony Ericsson P1 (UIQ 3.0)

A versão 3.0 foi apresentada em 2005 e trouxe diversas inovações. Baseada no Symbian 9.1, ela suportava resoluções de tela mais altas, além de possibilitar o desenvolvimento de aplicações mais flexíveis com foco na experiência do usuário, em multiídia e acesso à web. Em 2007, a versão 3.1 (baseada no Symbian 9.2) trouxe a compatibilidade com o formato SVG e um novo gerenciador de tarefas. Finalmente, em 2008, a versão 3.2 foi apresentada com suporte a push email.

As versões 3.1 e 3.2, ao contrário das anteriores, foram desenvolvidas também para smartphones sem telas sensíveis ao toque, quebrando com a filosofia do Quartz original. Apenas dois aparelhos foram lançados com essas interfaces, o Motorola Z8 (UIQ 3.1) e o Motorola Z10 (UIQ 3.2), os únicos smartphones UIQ operados exclusivamente por teclado.

UIQ 3.0 em um P900

UIQ 3.0 em um P900

O número de aparelhos com UIQ nunca foi muito grande, mas em 2005 a interface era considerada madura e eficiente. Surge, então, o Programa de Desenvolvimento UIQ (UIQ Developer Program) comemorando o lançamento do Sony Ericsson P990, o primeiro smartphone a usar a versão 3.0 da interface.

Em pouco tempo, a Sony Ericsson assumiu o posto de maior fabricante de celulares UIQ e, em 2006, ela anuncia a intenção de adquirir a UIQ Technology. O processo de aquisição foi concluído no ano seguinte, quando a Motorola decidiu se juntar à Sony Ericsson, ficando com 50% da propriedade da UIQ Technology. Juntas, as duas empresas visavam levar o desenvolvimento da interface a novos patamares.

Família UIQ: ao todo, 19 aparelhos foram lançados

Família UIQ: ao todo, 19 aparelhos foram lançados

A parceria da Sony Ericsson com a Motorola durou pouco. No final de 2007 o mercado estava inundado de smartphones de diferentes plataformas concorrendo diretamente com os aparelhos UIQ que nunca chegaram a obter o sucesso esperado. Os usuários preferiam adquirir aparelhos rodando a interface S60 (que será analisada no próximo artigo) e Windows Mobile. O iPhone acabara de ser lançado, conquistando rapidamente uma grande fatia do mercado norte-americano e a Google, junto com outras empresas, anunciou o lançamento da Open Handset Alliance, junto com seu novo sistema operacional para smartphones, o Android.

Com a crise financeira de 2008, a Motorola decidiu que não era um bom momento para continuar investindo no desenvolvimento de aparelhos UIQ, optando por trabalhar apenas com o Windows Mobile em seus smartphones enquanto preparava o caminho para lançar aparelhos com o Android. O impacto na UIQ Technology foi grande e, após a apresentação da UIQ 3.3 e do lançamento dos modelos G700 e G900, a Sony Ericsson cancela todo o desenvolvimento para a plataforma e a UIQ Technology pede falência.

A UIQ foi vítima da crise e da concorrência, mas era uma ótima interface que contribuiu bastante para popularizar os smartphones. O fim da plataforma foi uma pena, seria muito interessante ver como ela evoluiria para concorrer com o iPhone, Android e com o S60 5ª Edição. Ainda hoje encontramos no mercado os últimos aparelhos UIQ lançados pela Sony Ericsson e Motorola e seus usuários devem se manter fiéis por mais algum tempo. Entretanto, fica no ar a questão: para onde esses órfãos vão correr na hora de trocar seus aparelhos?

No próximo artigo veremos a evolução da plataforma S60, a interface mais usada no universo dos smartphones.

Atualização: A mudança de rumo na indústria dos dispositivos móveis levou à saída do Symbian do grupo das plataformas que competem pela liderança do mercado. A terceira parte deste artigo tornou-se irrelevante no contexto atual e, portanto, não possui previsão de publicação. Entretanto, devido à sua importância histórica, o assunto será retomado no futuro.

Anúncios

Nenhum Comentário

Seja o primeiro a iniciar uma conversa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s