Arquivos para compartilhamento

Acabo de me queimar tomando café.” – 32 caracteres

Estou preso no trânsito, certamente vou chegar atrasado hoje!” – 61 caracteres

Não acredito! Está faltando luz e fiquei preso dentro do elevador! Só faltava essa para completar meu dia.” – 106 caracteres

De quantos caracteres precisamos para mandar uma mensagem coerente para alguém? E para várias pessoas? E para ninguém em especial? Para Evan Williams, criador do Twitter, 140 é um número suficiente.

Com exceção de alguns poucos eremitas tecnológicos vivendo em ilhas desprovidas de qualquer forma de comunicação com o resto do mundo, todos já ouviram falar do Twitter. Descrevê-lo não é complicado: trata-se de uma ferramenta de micro-blogging, um local onde qualquer um pode escrever curtas mensagens de texto com até 140 caracteres para um grupo de seguidores. Até aí, tudo bem, o problema aparece quando tentamos responder a uma simples pergunta: para que serve isso? A resposta não é tão simples quanto poderia parecer (sei que muitos responderiam “para nada, é só um modismo, uma futilidade”). Vamos liberar nossas mentes para uma viagem filosófica e tentar vislumbrar o que ferramentas como o Twitter podem representar para o nosso futuro.

Continue lendo…

Anúncios

Nuvens

Já passa da hora de atualizar este blog e hoje baixou a vontade de escrever sobre a grande e onipresente nuvem computacional que anda nos rodeando há algum tempo.

Há muitos anos ouvimos falar em projetos mirabolantes de transpor nossos dados digitais para a web, acabando com a necessidade de computadores poderosos rodando software proprietário. Só precisaríamos de terminais conectados à grande rede para ter acesso a programas sempre atualizados e à nossa sempre crescente coleção de dados variados.

Em uma época quando a banda larga era apenas um sonho, essa conversa soava mais como um conto de ficção. Até a virada do milênio, praticamente ninguém considerava seriamente a possibilidade de largar suas informações nas correntezas da Internet. Entretanto, como sempre acontece, as coisas mudaram radicalmente e, hoje, muita gente já vive nas nuvens e nem percebe… Continue lendo…